O ano de 2012 viu nascer um novo projecto nacional, de nome Shadowgrave. No começo nunca pensei que alcançaríamos e ultrapassaríamos os objectivos a que nos propusemos, o que é bastante satisfatório. Poucas são as bandas que conseguem ultrapassar as adversidades como nós conseguimos, lutando contra a falta de elementos e/ou tempo para trazer aqueles que nos ouvem um número interessante de lançamentos.

Com um começo tardio no mês de Fevereiro, a dia 27, nada fazia prever que apenas dois meses depois o conjunto, então com Francisco Fernandes na guitarra, lançasse o seu primeiro tema, de nome "Red Ocean", posteriormente alterado para "The Aftermath". Os longos acordes da guitarra e o gutural da voz já faziam prever que este era um projecto ligeiramente diferente, pegando no Doom Metal e polvilhando-o com pequenos toques de Black Metal.

Meros meses passaram até que, a 24 de Agosto, Shadowgrave apresenta o seu primeiro EP, contando com 5 faixas que vão desde o Doom melódico até uma mescla de Black Metal com algo diferente, sem nunca esquecer o som acústico da intro/outro da obra "The Aftermath". Apesar do seu som deveras cru e pouco produzido, fez relativo sucesso e permitiu à banda lançar-se no circlo underground nacional. No entanto, ainda estaria mais para vir.

A mudança mais importante em termos sonoros deu-se em Outubro desse ano quando Fábio Azevedo se juntou ao projecto, pegando no trabalho que vinha sendo desenvolvido por Bernardo, Jorge e Tiago e acrescentando o seu cunho pessoal. Os temas "Lugubrious Silence", do EP, e "Ashes Under the Grave", então apenas em formato demo, foram trabalhados de novo, sendo que o primeiro sofreu mais alterações, destacando-se como um "staple" para a banda.

Novembro marcou a estreia da banda ao vivo, no festival Gaia em Peso, a dia 2. Apesar do nervosismo de alguns elementos foi uma óptima experiência, ainda que a desconfiança do público tenha sido notória no começo.

Sem nunca parar de trabalhar, a banda apresenta, em Dezembro, mais precisamente a dia 21, um novo trabalho, lançado em conjunto com Fog e Silence the Earth. Dois temas foram apresentados, sendo a música "The Omen" aquela que melhor representa a evolução do estilo Doom da banda, cada vez mais pesado em partes, mais fundido com o Black e o Death noutras, mas mantendo o seu tão importante cunho pessoal. É talvez a música que mais se destaca na curta discografia (7 músicas de estúdio) desta banda.

Para 2013 procuramos continuar a trabalhar no nosso primeiro LP de estúdio, ainda com número indeterminado de temas, prometendo continuar a actuar em palcos por esse Portugal fora! Deixo, a seguir a todas estas palavras, um breve resumo dos números do projecto neste ano, bem como hiperligações para downloads e para divulgações do nosso trabalho noutras páginas.

Tiago Antunes

Sumário das nossas páginas
- Facebook: 964 "gostos"
- Youtube: 2586 visualizações/37 subscritores
- Blogger: 423 visualizações

Hiperligações
3/8 - Entrevista concedida à página "Underground's Voice"
11/9 - "Pedra de Metal" divulga o EP The Aftermath
12/9 - "Perigo de Morte" divulga o EP The Aftermath
28/12 - "Som Eterno" divulga Split EP
28/12 - "Perigo de Morte" divulga o Split EP

Páginas
- O nosso EP "The Aftermath" tem estado em rotação, desde o lançamento, na "Hora do Som Eterno".
- O EP "The Aftermath" foi considerado, pela página Metal Imperium, em votação online, como o 10º melhor EP nacional.

Download
- Lugubrious Silence (single)
- The Aftermath (EP)
- Silence the Earth, Fog & Shadowgrave (Split EP)

Etiquetas: ,

Enviar um comentário